Não é só na vida real que a arbitragem está no centro da polémica. Também no mundo virtual, mais especificamente no FIFA, a coisa está longe de ser pacífica quando se fala dos homens do apito.

No mundo virtual não há vouchers nem acusações de dirigentes sobre as prestações dos árbitros, mas tem havido alguma confusão. Por isso, no FIFA 18 este item será refinado.

"No último ano existiram alguns comportamentos estranhos no jogo, mas estamos a trabalhar para que isso não se repita", revelou Matthew Prior, produtor da EA Sports à Kicker eSport.

O responsável admite que estes erros bizarros foram resultado da aposta no motor Frostbite, que apesar de dar mais qualidade à imagem e processo "in-game", promoveram também alguns erros nas decisões dos juízes dos encontros.

Problemas que terás fim à vista no próximo título do grande simulador de futebol.

Segue o Record Gaming no Facebook - https://www.facebook.com/RecordGamingPT 

Envia as tuas questões para – joaoseixas@record.pt 


Autor: João Seixas