Linha direta

João Pedro Abecasis
João Pedro Abecasis Redação

Aguilar foi oportunidade irrecusável para o Belém

A contratação de Abel Aguilar, médio capitão da seleção colombiana, até ao final da presente temporada foi uma das grandes surpresas do mercado de inverno e acontece, como geralmente sucede nestas ocasiões, por se tratar de uma oportunidade de negócio que não podia ser desperdiçada e que acaba por juntar o útil ao agradável. Se, por um lado, o jogador já era conhecido de Julio Velázquez, que terá mesmo pedido um esforço à SAD para o contratar; por outro, o próprio Abel Aguilar viu que esta seria a grande hipótese de relançar a sua própria carreira.

Depois de ter atuado em Itália e Espanha, Aguilar rumou ao futebol francês, concretamente ao Toulouse, onde perdeu espaço esta época depois de ter sofrido uma lesão no tornozelo direito que o afastou também da seleção do seu país e o impediu de participar na última edição da Copa América. A saída do Toulouse, clube com o qual rescindiu contrato, já era portanto um dado praticamente adquirido e só a atenção dos responsáveis azuis terá demovido Aguilar de rumar novamente à Colômbia para estar mais perto da observação de José Peckerman, o argentino que comanda a seleção colombiana.

Com a indicação de que vai ser frequentemente chamado à titularidade numa equipa que vai lutar para atingir novamente um lugar na próxima edição da Liga Europa, Abel Aguilar acabou por aceder à proposta do Belenenses, considerando que esta será uma boa oportunidade para, aos 31 anos, relançar a sua carreira no Velho Continente. Não só estará ainda a tempo de rubricar um contrato financeiramente vantajoso como não deixará de merecer a atenção de José Peckerman se atuar assiduamente a titular num campeonato português que, apesar de não ter a visibilidade de uma Premier League ou de uma Liga Espanhola, vai tendo cada vez mais divulgação. Recorde-se que o médio participou em 56 jogos oficiais defendendo a camisola da Colômbia, tendo apontado 6 golos. O último encontro disputado pelo seu país aconteceu a 30 de março de 2015 frente ao Kuwait, tendo sido titular e marcado um excelente golo.

Considerado peça fundamental para Peckerman, que o lançou a titular durante o último Mundial nas vitórias frente à Grécia, Costa do Marfim e Uruguai, é bem provável que o regresso aos cafeteros seja uma realidade caso se apresente em boas condições físicas e já com adequado ritmo competitivo.

O Belenenses

Com a contratação de Abel Aguilar, o Belenenses vai aparecer bem mais consistente na zona do meio-campo e ataque. O colombiano vem juntar-se a Bakic, cedido pela Fiorentina, Juanto, recrutado ao Llagostera e ainda a Lucas Pugh, dianteiro formado pelo River Plate e com rica história de golos nas seleções jovens do país das Pampas.
Em resumo, mais soluções numa equipa que acabou de conquistar três pontos na Madeira e que está apenas a cinco pontos dos lugares que dão acesso a uma competição europeia na próxima temporada.

Deixe o seu comentário

Assinatura Digital Record Premium

Para si, toda a
informação exclusiva
sempre acessível

A primeira página do Record e o acesso ao ePaper do jornal.

Aceder

Pub

Publicidade
apenas 1€ por mês
experimente sem compromisso e garanta o seu lugar na bancada da melhor informação desportiva.
  • conteúdo record em qualquer sítio e a toda a hora
  • acesso no pc, tablet e smartphone
  • versão epaper do jornal no dia anterior
  • conteúdos exclusivos para assinantes
  • suplementos especiais

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.