Record

Jackson Martínez e a dor que o acorda todas as madrugadas: «Não posso treinar 3 dias seguidos»

Avançado colombiano descreve momentos de angústia em entrevista exclusiva a Record

• Foto: Filipe Farinha

O goleador colombiano do Portimonense voltou a sorrir depois de uma grave lesão num tornozelo, mas segue um programa de trabalho específico e o incómodo ainda é grande, a ponto de lhe perturbar o sono. Não perca, esta quarta-feira, uma entrevista exclusiva a Jackson Martínez na edição impressa de Record e em Record Premium.

Record - É visível, em campo, o seu sofrimento. Como lida com isso?

Jackson Martínez – É uma luta diária! Cada treino, cada momento em que me deito na cama para dormir... Quase todas as noites, por volta das 3 ou 4 horas da manhã, como se fosse um relógio, o meu sono é interrompido devido a algum incómodo no pé. Depois de alguns minutos passa e volto a dormir. Para treinar-me também não é fácil, não posso fazê-lo dois ou três dias seguidos. Queria muito trabalhar normalmente todos os dias mas os médicos e o fisioterapeuta esclareceram-me que isso era impossível e sigo um programa específico.

Por Armando Alves
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Entrevistas

Notícias

Notícias Mais Vistas