Patrick Vieira: «José Couceiro é um pai que levo para a vida toda»

Médio deixa elogios ao técnico que o orientou em Setúbal

• Foto: Rui Minderico

R - A época foi muito dura, mas o V. Setúbal acabou por conseguir a permanência...

PV – Sim, é verdade. Para mim foi logo dura desde o início por causa da minha lesão, que me fez perder muitos jogos. Foram quase seis meses... Mas acreditei sempre que podia ajudar a equipa e, nesse sentido, agradeço muito ao José Couceiro. É um pai que levo para a vida. Nos momentos mais difíceis conseguiu motivar os jogadores e quando voltei da lesão deu-me muita confiança. Foi um apoio muito importante para mim.

R - A passagem por Setúbal deixou-o realizado?

PV – Foi a melhor época da minha carreira, sem dúvida. Fiz 15 jogos na segunda volta do campeonato e marquei dois golos. É verdade que fomos muito prejudicados ao longo da época, mas a permanência só dependia mesmo de nós. Tínhamos um grupo muito bom e conseguimos o mais importante.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Entrevistas

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0