Quando Ronaldo jogou "doente"

Mundial'1998

• Foto: EPA

Há histórias de tremenda superação por trás de grandes êxitos desportivos: nos Jogos Olímpicos de inverno de Sochi, em fevereiro de 2014, a esquiadora polaca Justyna Kowalczyk venceu a prova de 10 km com um pé que tinha fraturado um mês antes. E há outras mal contadas, como a do brasileiro Ronaldo na final do Mundial de 1998. O caso ainda hoje faz correr muita tinta no Brasil.

O escrete perdeu a final contra a França por 3-0 e diz-se que Ronaldo, na véspera do jogo, teve um ataque epilético. Outros defendem que se tratou apenas de uma crise de ansiedade. O avançado brasileiro, então detentor da Bola de Ouro, passou a noite no hospital, mas foi a jogo no dia seguinte. Logo surgiram teorias de que Ronaldo tinha sido obrigado a jogar pela CBF e pela Nike. Até hoje nunca se soube a verdade, mas o então selecionador brasileiro, Mário Zagallo, admitiu, anos mais tarde, que Ronaldo tinha jogado a final "doente".

Por Luís Aguilar
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Especial

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.