Hóquei em patins: Portugal de olhos postos na revalidação do título mundial

João Rodrigues, João Souto e Renato Garrido deram voz à ambição lusa

A carregar o vídeo ...
Como a Seleção Nacional de hóquei em patins prepara a defesa do título mundial
É já no próximo dia 7 de novembro que arranca, em San Juan, o Campeonato do Mundo de hóquei em patins, prova na qual Portugal vai tentar revalidar o título conquistado há três anos, em Barcelona.

Antes da viagem para a Argentina, que acontece na terça-feira, a Seleção Nacional esteve a estagiar durante três semanas no Luso e Record aproveitou para conversar com alguns dos elementos que compõem a comitiva portuguesa. A confiança, essa, não podia ser maior. "Há uma responsabilidade e um orgulho associados ao facto de podermos defender o título de campeões do Mundo em San Juan, que, se calhar, é a Meca do hóquei empatins. Vamos jogar num pavilhão com 9 mil pessoas e será uma experência marcante na nossa carreira. Esperemos que corra da melhor maneira possível e isso signfica tentarmos revalidar o título", começou por explicar João Rodrigues, que vincou ainda necessidade de a equipa deixar uma imagem diferente da do último Europeu (Portugal terminou em 3º). Se o capitão é já alguém muito ‘batido’ nestas andanças, João Souto prepara-se para se estrear em grandes competições com a camisola da Seleção: "É o concretizar de um sonho, há já algum tempo que andava à procura do meu espaço na Seleção. É o recompensar de todo o trabalho que tenho feito na minha carreira".

Portugal integra o grupo A juntamente com França, Itália e Chile, adversários de quem o selecionador Renato Garrido espera muitas dificuldades. "O primeiro jogo é contra a França, uma seleção muito forte e que tem tido uma excelente evolução nos últimos anos. A Itália é muito bem orientada e tem vários jogadores que jogam juntos e o Chile pode ser uma surpresa", vincou.


Mais duas equipas em ação

Para além do conjunto sénior masculino, também as equipas de sub-19 masculina e sénior feminina disputarão o Campeonato do Mundo em San Juan. A formação junior, de resto, tem já hoje o seu primeiro jogo na competição frente aos Estado Unidos da América, sendo que o grupo A fica completo com Espanha, Colômbia e Grã-Bretanha. Por seu lado, o conjunto feminino, orientado por Hélder Antunes, entra em ação no dia 7 de novembro (tal como a equipa sénior masculina) e terá pela frente a Espanha, que venceu as últimas três edições da prova, o Chile e a França.
Por Diogo Matos
8
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

Ultimas de Fazemos campeões

Uma nova era no atletismo: Tudo a correr!

Colocar Portugal a correr será uma missão difícil de completar, mas nem os obstáculos tiram o foco da Federação Portuguesa de Atletismo (FPA) em que se torne uma realidade

Notícias