João Paulo Rocha: «Objetivo? Construção da Casa da Ginástica»

Presidente da Federação de Ginástica de Portugal elogiou evolução da modalidade no nosso país

• Foto: Fernando Ferreira

João Paulo Rocha, presidente da Federação de Ginástica de Portugal, avançou ao nosso jornal a medida que pretende levar a cabo no próximo ano.

"O meu grande objetivo é a construção da Casa da Ginástica, que vai acontecer, espero eu, ainda em 2020, em Odivelas", conta o dirigente, justificando a construção pela falta de infraestruturas do tipo em Portugal. "É uma requalificação de uma estrutura já existente e que resultará numa instalação desportiva e sede social. Será um passo muito importante, porque será um espaço que poderemos utilizar 24 horas por dias, 365 dias por ano. Mesmo com os centros de alto rendimento que existem na Anadia e na Maia, não é possível [dar reposta]. São instalações que não são da Federação e são usados por uma variedade muito grande de utilizadores", sublinha.

Evolução positiva

O máximo dirigente da Federação de Ginástica de Portugal traça ainda um cenário muito positivo da modalidade no nosso país. "Estamos bem melhor do que estávamos há uns anos. Temos crescido no número de praticantes. Basicamente, nos últimos oito anos, o número duplicou, o número de clubes aumentou e os agentes desportivos - treinadores, dirigentes e juízes - também", conta o dirigente, que diz ainda que a "Federação conta atualmente com perto de 25 mil federados."

João Paulo Rocha destaca ainda a quantidade de eventos internacionais organizados em Portugal desde 2013. "Estes últimos anos foram também muito intensos na organização de eventos internacionais de grande dimensão. Para além da política de organizar Taças do Mundo, organizámos, entre 2013 e 2019, os Europeus de ginástica acrobática, aeróbica, trampolins e teamgym e o Mundial de aeróbica. Temos tido uma atividade importante muito intensa a esse nível, que ajuda a promover esta modalidade."

Já sobre os Jogos Olímpicos, Filipa Martins é até à data a única portuguesa apurada, mas o dirigente mostra-se esperançoso em pelo menos mais um apuramento. "Nós na ginástica de trampolins, se tudo correr normalmente, apuraremos mais um ginasta. Mas só em abril, depois de finalizado o circuito das Taças do Mundo, é que vamos saber exatamente quem. Temos três ginastas com condições de o conseguir: são eles o Diogo Ganchinho, o Diogo Abreu e o Pedro Ferreira", referiu o antigo ginasta e juiz.

Federação feliz com os resultados

Os bons resultados de Laura Sales e Margarida Ferreira deixam satisfeito João Paulo Rocha, presidente da Federação de Ginástica de Portugal. "A Laura Sales é a nossa melhor ginasta", diz o dirigente, lembrando que a atleta com apenas 19 anos já se aproxima do final da carreira. "É uma chatice, mas é a realidade", lamenta. "Já a Margarida está no segundo ano de sénior e teve uma progressão fantástica", sublinha.

Ganchinho campeão

Mas não são apenas os resultados na ginástica rítmica que deixam João Paulo Rocha satisfeito. "Temos tido resultados muito interessantes. O ano passado, pela primeira vez, tivemos um campeão da Europa numa disciplina olímpica que foi o Diogo Ganchinho em trampolim individual. Os clubes e os treinadores estão a trabalhar bem."

Por Rafael Godinho
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Fazemos campeões

Notícias

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.