Arnaldo Abrantes: «Todos vamos passar por fobias e ansiedade social»

Médico do Estoril alertou também para a condição física

• Foto: Mariline Alves

Arnaldo Abrantes, diretor clínico do Estoril, deu ontem uma conferência de imprensa na qual admitiu a incerteza em relação à forma como os jogadores vão voltar ao dia a dia normal, em termos de reintegração social, quando terminarem as restrições impostas pelo coronavírus.

"Não temos, infelizmente, muitos dados científicos sobre isso que nos possam suportar, tudo isto é novo. Temos discutido muito isso nas reuniões com diferentes clubes, sobre a parte da psicologia e saúde mental. Todos vamos passar por fobias e ansiedade social, não só os jogadores. Vai ser difícil estarmos ao lado de pessoas sem sabermos se estão infetadas. Não se muda o chip de um dia para o outro. Vai ter de haver uma transição e um trabalho nessa área", explicou.

Arnaldo Abrantes foi um dos médicos que coordenou o plano da Liga para o regresso dos clubes ao trabalho e não tem dúvidas: "Será necessário fazer uma mini pré-época. Os jogadores estão há mais de três semanas em isolamento e esta situação deve prolongar-se. Se não tivermos nenhum tempo para trabalho individual, iremos precisar de pelo menos três ou quatro semanas de treino coletivo. Se tivermos mais de treino individual, podemos gerir melhor o coletivo."

De qualquer forma, é impossível avançar com datas para o regresso aos treinos coletivos pois a pandemia, como sublinhou Arnaldo Abrantes, ainda não chegou ao pico em Portugal. Assim, os clubes vão vendo os exemplos do estrangeiro. Na Alemanha, por exemplo, alguns já treinam nos estádios.

O médico revelou ainda que no plantel do Estoril não há nenhum infetado. "Há sintomas que se confundem e baralham as pessoas, como a falta de ar. Houve um jogador que queria fazer o teste mas no dia seguinte já estava bem. "

Por Miguel Amaro
Deixe o seu comentário
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Coronavírus

Notícias

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0