Johnson & Johnson adia entregas da vacina contra a Covid-19 na Europa

De acordo com o anúncio da FDA, foram detetados coágulos em seis mulheres com idades entre os 18 e os 48 anos

Após a suspensão da vacina nos Estados Unidos, anunciada esta manhã, a Johnson & Johnson decidiu adiar a entrega da vacina na Europa.

Esta manhã foi anunciado pelo regulador norte-americano, a FDA, e o Centro para o Controlo de Doenças (CDC) a suspensão da administração da vacina no país, após terem sido detetados seis casos de coágulos sanguíneos em pessoas que receberam esta vacina.

Segundo a Bloomberg, a J&J vai adiar a chegada da vacina à Europa, indicando que está a colaborar com as autoridades europeias para analisar os casos de coágulos detetados. 

De acordo com o anúncio da FDA, foram detetados coágulos em seis mulheres com idades entre os 18 e os 48 anos, tendo uma delas morrido e outra encontra-se em estado crítico. As pacientes desenvolveram os coágulos no espaço de duas semanas após a toma da vacina.

A vacina desenvolvida pela Janssen, uma das empresas da farmacêutica, começaria a ser disponibilizada na Europa esta semana. 

Por Negócios
1
Deixe o seu comentário
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Coronavírus

Notícias

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.