Marta Temido: "pressão sobre hospitais está a crescer", mas capacidade de ventiladores duplicou

Ministra da Saúde admite que o número de hospitalizados a precisar de cuidados intensivos mostram que a pressão sobre o internamento hospitalar está a crescer.

O número de internados é agora de 1084 casos, mais nove do que a situação registada no sábado. Sendo que 267 estão em cuidados intensivos, o que significa que entraram 16 pessoas para uma situação mais crítica, uma taxa de crescimento de 6%, o valor mais alto desde 1 de abril.

Marta Temido, ministra da Saúde, admite que "a pressão sobre o internamento hospitalar está a crescer". E por isso realçou, novamente, que há um conjunto significativo de doentes que pode ser tratados em casa. 

Mas garantiu que desde o início de março a capacidade de ventiladores mais do duplicou. Nessa altura, a capacidade  era de 1142 ventiladores para adultos.

Agora, há mais 1538  ventiladores, tendo sido 1151 comprados, 247 foram recebidos por doação e 140 por empréstimo da Air Liquide 140. Em abril vão ser recebidos mais 508 ventiladores que foram adquiridos pelo SNS. 

Quanto a outro equipamento médico, o material que chegou entretanto, nomeadamente zaragatoas e reagentes, torna a situação "mais confortável"

Outro dado divulgado em conferência de imprensa foi o número de profissionais de saúde contaminados: Há 1332 infectados, sendo 231 médicos e 339 enfermeiros.

Por Negócios
Deixe o seu comentário
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Coronavírus

Notícias

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0