Nova mutação do coronavírus identificada na Europa e EUA é mais "contagiosa e preocupante"

Estudo afirma que vírus já sofreu mais de uma dúzia de mutações

Coronavírus xxx
Coronavírus xxx
Coronavírus xxx
Coronavírus xxx
Coronavírus xxx
Coronavírus xxx

Desde meados de março que uma mutação do coronavírus identificada na Europa e Estados Unidos está a preocupar os cientistas. Um novo estudo identifica esta mutação e classifica-a como mais contagiosa e "preocupante" que o vírus que desencadeou a pandemia mundial no início de 2020. 

Um grupo de cientistas dCalifórnia acredita que a nova estirpe apareceu na Europa em fevereiro antes de migrar para a costa leste dos EUA, de acordo com o relatório de 33 páginas. Esta mutação "rapidamente" se tornou a forma dominante do vírus desde meados de março, garante o relatório.

Segundo o mesmo estudo, num período de semanas, esta nova estirpe infetou muitas mais pessoas do que os primeiros casos relatos em Wuhan, na China, o local onde o surto começou. 

Os autores do estudo argumentam que há uma "necessidade urgente de um alerta precoce", à medida que as nações começam a desenvolver vacinas e outros medicamentos para combater o vírus. Segundo o mesmo estudo o coronavírus já sofreu 
mais de uma dúzia de mutações, uma delas - D614G - é a mais grave e "preocupante".

"Quando vírus com essa mutação entram na população, eles rapidamente começam a dominar a epidemia local e, portanto, são mais transmissíveis", afirmou nas redes sociais a líder do estudo e bióloga computacional, Bette Korber.

O mesmo relatório alerta ainda que se o clima quente também não baixar a propagação do vírus, este poderá continuar a sofrer mutações.

Itália terá sido um dos primeiros países a registar a nova mutação em fevereiro.

Por Correio da Manhã
Deixe o seu comentário
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Coronavírus

Notícias

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0