Aulas retomadas a 14 de abril mas à distância: não haverá exames do 9.º ano

Adiados os exames do secundário

A carregar o vídeo ...
António Costa explica medidas para as escolas

As aulas a nível nacional vão recomeçar a 14 de abril, mas sem aulas presenciais, anunciou o primeiro-ministro. No ensino básico, do 1º ao 9º ano, todo o 3º período vai ser feito à distância e complementado com a tele-escola, revelou António Costa. Já os alunos do secundário terão o seu calendário adiado e que serão apenas feitos os exames essenciais para o acesso ao ensino superior. Os exames vão acontecer ainda em duas fases.

Uma primeira entre os dias 6 e 23 de julho e a segunda fase entre 1 e 7 de setembro. O primeiro-ministro disse ainda que não é possível garantir que os alunos do secundário possam voltar a ter aulas presenciais, mas que o Governo está a trabalhar nesse sentido.

"Quando anunciei a decisão do Governo de suspender até às férias da Páscoa, comprometi-me a reavaliar esta medida no dia 9 de Abril. Sei que está é uma decisão aguardada com muita angústia e ansiedade", contextualizou António Costa. O primeiro-ministro revelou ter-se encontrado com representantes de todos os partidos políticos com assento parlamentar. 

António Costa congratulou toda a comunidade educativa, entre professores, alunos, funcionários e família por terem concluído com sucesso o segundo período. 

O primeiro-ministro diz que ainda não é tempo de levantar as medidas de contenção da covid-19 e que só será possível fazê-lo quando se houver garantias do controlo do coronavírus que diz que não há data marcada para esse momento. "Ainda não chegámos ao diz que podemos começara levantar medidas de restrição de circulação e de distanciamento social", complementou. No entanto, é necessário informar as famílias sobre as atividades letivas.

"O terceiro período continuará com ensino à distância emissão televisiva com conteúdos pedagógicos que complementarão mas não substituirão o trabalho que os professores têm vindo a desenvolver com os seu alunos. Emissões diárias serão transmitidas a partir de dia 20 de abril no RTP Memória, emitido por cabo ou satélite e por TDT", explicou o chefe de Governo.

A tele-escola não é possível para os alunos do secundário devido à grande quantidade de disciplinas leccionadas. "Havendo menos oportunidade de recuperação futura e sendo anos decisivos para acesso ao ensino superior e regresso à vida ativa, é particularmente importante que ainda possamos retomar as atividades letivas presenciais. Tanto mais que é tal a diversidade de disciplinas que não podemos recorrer à transmissão televisiva. Contudo, hoje ainda não é possível tomar essa decisão", disse Costa.

Por Sábado
1
Deixe o seu comentário
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Em Portugal

Notícias

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.