Mundial de pentatlo moderno no México cancelado

Competição estava prevista para decorrer entre 30 de novembro e 8 de dezembro

• Foto: Paulo Calado

O Campeonato do Mundo de pentatlo moderno de 2020, previsto para decorrer de 30 de novembro a 8 de dezembro, no México, foi cancelado, devido à pandemia de covid-19, foi esta segunda-feira anunciado pela federação internacional da modalidade (UIPM).

O Mundial de Cancun seria a primeira competição organizada pela UIPM a decorrer desde o início da pandemia de covid-19, que provocou a suspensão de todas as provas desde março.

O campeonato foi entregue ao México em fevereiro, depois que ficou claro que as restrições impostas pela China no combate à covid-19 impediriam que este acontecesse em Xiamen, conforme planeado.

"Anunciamos esta decisão com o coração pesado. Seremos eternamente gratos à nossa comunidade dedicada ao pentatlo moderno e aos seus parceiros no México por entrarem como anfitriões do Mundial de 2020", disse presidente da UIPM, Klaus Schormann.

O presidente da UIPM destacou o "esforço supremo" dos mexicanos na preparação do Mundial, sob rígidas medidas sanitárias para garantir a segurança dos atletas, mas "as muitas dificuldades e preocupações" levaram à decisão do seu cancelamento.

"O mundo inteiro continua a lutar contra a covid-19 e o desporto não é exceção. Mas devemos permanecer fortes, esperançosos e focados em que isso acabará passando. As nossas atividades voltarão quando chegar a hora certa", adiantou Klaus Schormann.

A próxima competição UIPM será o Mundial2021 de juniores, no Egito, agendado para fevereiro e março, seguido pelo regresso da qualificação para os Jogos Olímpicos Tóquio2020, remarcados para o verão de 2021.

O pentatlo moderno é uma modalidade olímpica que integra as disciplinas de hipismo, esgrima, natação, tiro e corrida.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de um milhão de mortos e mais de 33 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Depois de a Europa ter sucedido à China como centro da pandemia em fevereiro, o continente americano é agora o que tem mais casos confirmados e mais mortes.

Por Lusa
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de No desporto

Notícias

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.