Adriano defende que declarou rendimentos em offshore na Madeira ao fisco espanhol

Ex-Barcelona acusado de defraudar autoridades em 650 mil euros

• Foto: EPA

O brasileiro Adriano, ex-futebolista do Barcelona, defendeu esta terça-feira perante um juiz que declarou corretamente os rendimentos obtidos em 2011 e 2012 nos direitos de imagem, negando que tencionava ocultá-los numa empresa offshore sediada na Madeira.

De acordo com fontes judiciais citadas pela EFE, Adriano, atual jogador do Besiktas, foi ouvido durante uma hora por um juiz de instrução de Barcelona, no âmbito da denúncia da procuradoria de que terá defraudado o fisco espanhol em 646.085 euros.

De acordo com a acusação, o defesa teria iludido a tributação sobre os rendimentos gerados pelos seus direitos de imagem através de um grupo empresarial radicado na Madeira.

Adriano admitiu a gestão desses rendimentos através dessas sociedades, mas assegurou que nunca escondeu ser o titular das mesmas e que declarou esses benefícios em sede de imposto nos anos de 2011 e 2012.

Os representantes da defesa do futebolista são os mesmos advogados no processo que envolveu Javier Mascherano (também do Barcelona) e que levaram o argentino a aceitar uma pena de um ano de psisão, com pena suspensa, e o pagamento ao fisco de 1,5 milhões de euros.

Para já, os advogados põem de parte a possibilidade de Adriano reconhecer a fraude fiscal e a obtenção de um acordo similar com a procuradoria.

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Fora de Campo

Notícias

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.