Armando Vara pede para não ir à comissão de inquérito à CGD

Advogado alega que o seu cliente não tem como se preparar para a audição uma vez que está preso

Armando Vara foi condenado numa pena de prisão  efetiva. Relação  do Porto confirmou
Armando Vara foi condenado numa pena de prisão efetiva. Relação do Porto confirmou

Armando Vara pediu para não ir à comissão parlamentar de inquérito à gestão da Caixa Geral de Depósitos (CGD). Alega, através de uma carta enviada pelo seu advogado aos deputados, que está preso e que, por isso, não tem como se preparar para a audição. Além disso, diz já ter prestado todos os esclarecimentos quando foi à primeira comissão de inquérito do banco estatal.

O advogado Tiago Rodrigues Bastos relembra, na carta a que o Negócios teve acesso, a "situação em que [Armando Vara] se encontra, a qual é do conhecimento público, e de que resulta a sua impossibilidade de acesso a qualquer tipo de informação desde há 5 meses e que inviabiliza, objetivamente, a necessária preparação sobre os assuntos que possam estar em causa na sua inquirição".

O ex-banqueiro está detido na prisão de Évora desde o início do ano, depois de ter sido condenado a cinco anos de prisão efetiva, por três crimes de tráfico de influência, no âmbito do processo Face Oculta.

Na mesma carta enviada à comissão de inquérito é ainda referido pelo advogado que o ex-banqueiro já respondeu às questões dos deputados na primeira comissão de inquérito sobre o banco estatal. Nessa ocasião, Vara prestou "todos os esclarecimentos que lhe foram solicitados sobre a sua atuação enquanto administrador da CGD e sobre todos os dossiês em que esteve envolvido". 

A "tudo isto acresce a óbvia penosidade, quer física, quer emocional, que a sua deslocação ao Parlamento acarretará", acrescenta, pedindo ainda que Vara responda por escrito caso o seu testemunho seja considerado imprescindível. Isto apesar de não beneficiar de nenhum estatuto que o permita, como é o caso, por exemplo, dos primeiros-ministros. 

Este pedido de escusa vai agora ser analisado pela comissão. A audição de Armando Vara está marcada para o dia 14 de junho.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Fora de Campo

Notícias

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.