Arquivamento do caso Centeno "é tramitação habitual", diz PGR

Joana Marques Vidal explicou decisão

• Foto: Pedro Simões

A procuradora-geral da República, Joana Marques Vidal, disse esta sexta-feira que o arquivamento do caso que envolvia o ministro das Finanças, Mário Centeno, e o Benfica seguiu "a tramitação habitual dos casos".

"Os inquéritos são abertos porque se consideram que há noticia de crimes, faz-se a investigação que se considera adequada, há uns que pela natureza da própria matéria em causa são mais curtos e há outros mais longos", justificou.

À margem do XI Congresso do Sindicato dos Magistrados do Ministério Público, Joana Marques Vidal, assegurou, contudo, que "o que é certo é que são feitas diligências que levam a que o magistrado que tem o processo considere que o final é aquele".

"É a tramitação habitual dos casos", salientando que o despacho "é consultável".

Por Lusa
2
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Fora de Campo

Notícias

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0