Atropelamento que matou irmã de Yannick Djaló foi intencional

Condutor "avançou a alta velocidade por um arruamento" das festas da Moita. Está indiciado por 12 crimes

Irmã Yannick Djaló
Irmã Yannick Djaló
 Irmã Yannick Djaló
Irmã Yannick Djaló
Irmã de Djaló
Irmã Yannick Djaló
Irmã Yannick Djaló
Irmã Yannick Djaló
Irmã Yannick Djaló
 Irmã Yannick Djaló
Irmã Yannick Djaló
Irmã de Djaló
Irmã Yannick Djaló
Irmã Yannick Djaló
Irmã Yannick Djaló
Irmã Yannick Djaló
 Irmã Yannick Djaló
Irmã Yannick Djaló
Irmã de Djaló
Irmã Yannick Djaló
Irmã Yannick Djaló

O atropelamento que matou a irmã de Yannick Djaló e feriu outras cinco pessoas, nas festas da Moita, foi intencional. A GNR refere em comunicado que o condutor "avançou a alta velocidade por um arruamento de acesso às referidas festas, tendo embatido violentamente nas guardas de madeira de proteção, utilizadas para as largadas de touros, as quais não impediram que o veículo colidisse com as vítimas".

O suspeito ficou em prisão preventiva e está indiciado por doze crimes: um de condução perigosa; dez de homicídio qualificado na forma tentada e um de homicídio qualificado.

Autor: Correio da Manhã

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Fora de Campo

Notícias

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.