Autoridades investigam possível sabotagem do avião de Merkel

A aeronave foi obrigada a fazer uma aterragem de emergência devido a uma falha electrónica grave na quinta-feira

• Foto: Reuters

As autoridades alemãs estão a investigar se o avião que transportava Angela Merkel até à cimeira do G20 foi sabotado. A aeronave foi obrigada a fazer uma aterragem de emergência devido a uma falha electrónica. 

Pode tratar-se de um possível acto criminoso, consideram as autoridades, de acordo com a Bloomberg. O Airbus A340 sofreu dificuldades a sudoeste de Amesterdão esta quinta-feira, cerca de uma hora depois de ter começado a voar. 

Os pilotos desfizeram-se de combustível durante o voo, mas mesmo assim o avião acabou por aterrar em Colónia com bastante peso. Segundo o jornal alemão Der Spiegel, a falha completa no sistema de comunicação deixou a aeronave sem contacto com o controlo aéreo. 

A bordo do avião obrigado a aterrar, Merkel foi avisada dos problemas enquanto falava com jornalistas. Um membro da tripulação pediu-lhe que fosse ter com ele. "O que foi agora?", respondeu a chanceler. "É urgente", retorquiu o tripulante. Mais tarde, Angela Merkel confessou ter pensado que algo muito mau tinha acontecido na Alemanha. Depois de ter falado com o tripulante, a chanceler alemã contou aos jornalistas: "O mundo já está cheio de problemas. Agora temos outro mais pequeno. O avião tem um defeito técnico. Temos que voltar."

Quando o avião chegou, estavam cinco camiões dos bombeiros à espera. 

Merkel tenciona viajar para Madrid esta sexta-feira, cedo, e daí apanhar um voo comercial para a Argentina, acompanhada pelo seu ministro das Finanças, Olaf Scholz, e uma pequena delegação. Os jornalistas ficarão na Alemanha.

Autor: Sábado

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Fora de Campo

Notícias

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.