Banco de Portugal piora estimativas de crescimento para 1,5% este ano

Mais pessimista do que o Governo

O Banco de Portugal (BdP) piorou, esta quarta-feira, as estimativas de crescimento, prevendo agora que a economia portuguesa avance 1,5% no conjunto de 2016, mostrando-se mais pessimista do que o Governo e as instituições económicas internacionais.

Na nota sobre as projeções para a economia portuguesa 2016-2018, publicadas esta quarta-feira, o banco central estima agora que o Produto Interno Bruto (PIB) avance 1,5% este ano, 1,7% em 2017 e 1,6% em 2018.

No Boletim Económico divulgado em dezembro, o BdP previa um crescimento económico de 1,7% este ano e de 1,8% em 2017, admitindo na altura um "grau de incerteza particularmente elevado" na projeção devido à inexistência, na altura, do Orçamento do Estado para 2016 (OE2016).

Assim, a instituição liderada por Carlos Costa mostra-se mais pessimista do que o Governo e os credores internacionais, uma vez que o executivo espera que a economia portuguesa cresça 1,8% este ano, a Comissão Europeia prevê um avanço de 1,6% e o Fundo Monetário Internacional (FMI) de 1,4%, embora ainda não considerem ainda a versão final do orçamento para este ano.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Fora de Campo

Notícias

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.