Bolsonaro quis mesmo interferir na Polícia Federal e há provas: veja o vídeo da reunião de ministros

Na gravação é ainda possível ouvir o presidente do Brasil a chamar "bostas" e "estrume" a governadores

A carregar o vídeo ...
Bolsonaro quer armar a população para evitar a instauração de uma ditadura no Brasil

"Vou interferir e ponto final", diz Bolsonaro durante reunião de ministros no final de abril. O vídeo agora divulgado, com a autorização do juiz Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), prova que o presidente brasileiro tentou interferir no comando da polícia federal tal como foi acusado pelo ex-ministro da justiça, Sérgio Moro.

"Já tentei trocar gente da segurança nossa no Rio de Janeiro oficialmente e não consegui. Isso acabou. Eu não vou esperar f*** minha família toda de sacanagem, ou amigo meu, porque eu não posso trocar alguém da segurança da ponta de linha que pertence à estrutura. Vai trocar; se não puder trocar, troca o chefe dele; não pode trocar o chefe, troca o ministro. E ponto final. Não estamos aqui para brincadeira", disse o presidente do Brasil.

Ainda no vídeo é possível ouvir Bolsonaro a chamar os governadores do Rio de Janeiro, São Paulo e de Manaus, que são favoráveis ao confinamento devido ao coronavírus, de "bostas" e de "estrume".

Acrescentou ainda que quer "armar o povo" para "evitar uma ditadura".

Por Correio da Manhã
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Fora de Campo

Notícias

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0