Brasil: contagem parcial dos votos coloca Bolsonaro muito perto de ganhar à primeira volta

Sondagem apontaram para segunda volta

Jair Bolsonaro a votar nas eleições presidenciais do Brasil
Jair Bolsonaro a votar nas eleições presidenciais do Brasil
Fernando Haddad a votar nas eleições presidenciais do Brasil
Fernando Haddad a votar nas eleições presidenciais do Brasil
Jair Bolsonaro a votar nas eleições presidenciais do Brasil
Jair Bolsonaro a votar nas eleições presidenciais do Brasil
Fernando Haddad a votar nas eleições presidenciais do Brasil
Fernando Haddad a votar nas eleições presidenciais do Brasil
Jair Bolsonaro a votar nas eleições presidenciais do Brasil
Jair Bolsonaro a votar nas eleições presidenciais do Brasil
Fernando Haddad a votar nas eleições presidenciais do Brasil
Fernando Haddad a votar nas eleições presidenciais do Brasil

As primeira projeções de voto divulgadas às 19h00 (23h00 em Lisboa) no Brasil dão Jair Bolsonaro, o polémico candidato da extrema direita, como vencedor da primeira volta das eleições presidenciais do Brasil. Os dados do IBOPE, citados pela Globo, dão 45% dos votos para Bolsonaro e 28% para Fernando Haddad, que, a confirmar-se, vai à segunda volta, marcada para 28 de outubro.

No entanto, a contagem real dos votos mostra que Bolsonaro pode chegar à maioria absoluta logo à primeira volta. Depois de apurados 57% dos votos, Bolsonaro seguia, pelas 23h10, com 48,9% dos votos, Haddad com 26,3% e Ciro Gomes 12,3%, avança a Globo. Os dados estão a ser revelados pelos media brasileiros a partir da informação do Supremo Tribunal Eleitoral, que é responsável pelos dados do voto eletrónico no Brasil.

Certo é que Bolsonaro teve um votação bem à frente de Fernando Haddad, o candidato do PT de Lula da Silva. Confirmando-se que o candidato petista tenha conseguido forçar a segunda volta nas eleições, tem agora duas semanas para tentar evitar a eleição do candidato radical que tem dividido o Brasil. O candidato da esquerda vai tentar angariar os apoios dos candidatos derrotados no escrutínio, sendo que alguns deles já disseram que o fariam.

Os números vêm confirmar o que as sondagens pré-eleitorais já vinham anunciando há várias semanas, com Bolsonaro a subir, semana após semana nos estudos.

Haddad vai tentar que levar Bolsonaro a um debate entre os dois, depois de o candidato da direita ter falhado os debates entre os seis candidatos, alegando razões médicas. Bolsonaro foi esfaqueado durante a campanha eleitoral e fez a maior parte das suas iniciativas através das redes sociais.

Ao serem conhecidos os priemeiros resultados, centenas de apoiantes juntaram-se junto à casa de Bolsonaro, no Rio de Janeiro.

Autor: Correio da Manhã

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Fora de Campo

Notícias

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.