Centeno não vê qualquer "conflito de interesses" em ida para o Banco de Portugal

Ministro das Finanças assumiu ainda ser “extremamente favorável à limitação do número de mandatos"

centeno
centeno
Mário Centeno assume que não vê qualquer incompatibilidade que um ex-ministro das Finanças assuma o cargo de governador do Banco de Portugal. A possibilidade foi colocada ao governante numa entrevista ao 'Expresso', onde Centeno foi taxativo: "Isso [a incompatibilidade] está escrito em algum sítio do Tratado?", questionou, sublinhando que não vê "nenhum conflito de interesses".

Na mesma entrevista, Centeno descartou para já uma recandidatura à presidência do Eurogrupo, por ser "extremamente favorável à limitação do número de mandatos que os políticos exercem".


Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Fora de Campo

Ministro Eduardo Cabrita demite-se

Decisão surge depois do Ministério Público acusar o motorista do ministro de homicídio negligente no acidente que matou um homem na A6

Notícias