César Boventura e as buscas da Judiciária a Vítor Catão: «A justiça tarda mas não falha»

Caso remonta a março deste ano

A carregar o vídeo ...
Vítor Catão no carro de César Boaventura a confrontar o agente

César Boaventura já reagiu às buscas feitas pela Polícia Judiciária do Porto na casa de Vítor Catão, dirigente do São Pedro da Cova, e no clube.

"A justiça tarda mas não falha. Uma coisa é certa, mais que a divina nenhuma", considerou o empresário numa publicação no Facebook.

Segundo informações recolhidas pela 'Sábado', Vítor Catão não foi constituído arguido. Deverá, nos próximos dias, ser notificado nesta qualidade para prestar declarações.

Foi em março deste ano que Vítor Catão divulgou nas suas redes sociais um vídeo, no qual surge num acalorado diálogo com César Boaventura. Tudo se passou junto das instalações do clube de Gondomar, embora todos os vídeos tenham sido gravados dentro do carro de César Boaventura.

Inicialmente, foi pedido a este que colocasse a música da tourada, utilizada pelo Benfica no final do jogo da primeira volta, frente ao FC Porto, tendo depois Vítor Catão - que a certo momento deu uma chapada na cara do empresário - pedido que César Boaventura justificasse tudo o que tem vindo a dizer sobre os Super Dragões, Pinto da Costa e Francisco J. Marques.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Fora de Campo

Notícias

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.