Como virar um especialista em vinho em sete curtas lições

Sejamos sinceros, a maioria das pessoas exagera um pouco (vamos dizer assim) nos seus conhecimentos vínicos. Mas a verdade é que ninguém precisa de largar o emprego para aprender a apreciar um bom vinho

Osommelier traz a garrafa para a mesa e o Pedro já sabe que será ele a (a)prová-la. Conhece perfeitamente o ritual: cheirar, girar o vinho no copo, cheirar de novo, provar… Mas o pior é depois, ter de fazer algum comentário porque não faz a mínima ideia o que dizer. Nunca vai conseguir falar com à-vontade sobre as notas de "framboesa colhida de madrugada", nem das "trufas molhadas" ou empregar qualquer outro adjetivo indecifrável que os críticos costumam usar. E nem percebe muito bem por que razão tem de o cheirar. Leia o artigo completo no Must.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Fora de Campo

Notícias