Coreia do Norte emite ordem de "atirar a matar" para travar Covid-19

Pyongyang encerrou a fronteira com a China logo em janeiro. Em julho, foi elevado o estado de emergência ao nível máximo

Pandemia cresce em todo o mundo
Pandemia cresce em todo o mundo

As autoridades norte-coreanas querem 'atirar a matar' para evitar que a Covid-19 entre no país. Até agora ainda não foi confirmado qualquer caso da infeção desde que a doença emergiu na China e não se poupou nas medidas para evitar o contágio.

Pyongyang encerrou a fronteira com a China logo em janeiro e, em julho, a imprensa estatal disse que tinha sido elevado o estado de emergência ao nível máximo.

A Coreia do Norte introduziu uma nova "zona tampão, um ou dois quilómetros acima na fronteira chinesa", afirmou o comandante das forças coreanas nos EUA, Robert Abrams, numa conferência online organizada pelo Centro de Estudos Estratégicos e Internacionais (CSIS), em Washington, esta quinta-feira.

"Eles têm forças de operações especiais norte-coreanas lá fora. Forças de ataque, têm em vigor ordens de 'atirar a matar", rematou.

Por Correio da Manhã
1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Fora de Campo

Notícias

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.