Coronavírus: Grécia decide antecipar reabertura de cafés, restaurantes e grandes superfícies

Devido à evolução favorável da curva de infeção da covid-19 no país

A Grécia decidiu antecipar a reabertura de restaurantes, cafés e grandes superfícies comerciais devido à evolução favorável da curva de infeção da covid-19 no país.

As grandes superfícies abrirão na próxima segunda-feira e não em 1 de junho, conforme havia sido planeado originalmente. Já os serviços de restauração retomarão as suas atividades em 25 de maio, uma semana antes do previsto.

Estas medidas serão implementadas desde e sempre que os dados epidemiológicos da pandemia continuem favoráveis.

"A experiência até ao momento mostra que, onde a abertura da atividade económica e social foi realizada de maneira organizada e de acordo com os regulamentos de saúde, os resultados foram positivos", afirmou o Governo num comunicado, referindo ainda que por este motivo, foi solicitado um adiantamento na reabertura ao comité de saúde.

Com pouco mais de 2.800 casos relatados e 162 mortes numa população de 11 milhões, a Grécia até agora resistiu à crise relativamente bem, o que o Governo atribui à sua gestão proativa.

Em 11 de março, com 99 casos registados e nenhuma morte, escolas e universidades foram fechadas e, dois dias depois, após a primeira morte, seguiram-se restaurantes, bares, museus, sítios arqueológicos e todos os centros culturais e desportivos.

Há 12 dias, os primeiros comércios foram reabertos e, desde segunda-feira todas as lojas, com exceção das grandes superfícies, estão em operação.

Neste fim de semana, as praias também foram reabertas sob uma série de medidas de distanciamento e higiene.

Com os dados positivos até agora expostos, o Governo espera salvar grande parte da temporada turística e apresentar-se como um destino seguro.

Na próxima semana, o executivo do conservador Kyriakos Mitsotakis apresentará um plano global para o turismo que será baseado em quatro pilares: protocolos de saúde, transporte, relações de trabalho no setor e apoio financeiro a empresas de turismo.

Mitsotakis disse esta semana que espera que a partir de 01 de julho a Grécia esteja em condições de receber turistas "sob um protocolo de condições favoráveis tanto para quem deseja viajar quanto para a indústria do setor".

Por Lusa

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Fora de Campo

Notícias

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.