Coronavírus: Novo Banco mantém balcões abertos mas fecha à hora de almoço

Já a partir de segunda-feira, devido à pandemia da covid-19

O Novo Banco mantém abertas todas as suas 356 agências, mas passa a fechar os balcões durante a hora de almoço, a partir de segunda-feira, devido à pandemia da covid-19, informou este domingo aquela entidade.

O banco liderado por António Ramalho especificou que as sucursais vão estar encerradas entre as 12:00 e as 13:00, durante três meses, com o período de almoço a servir para "o descanso dos colaboradores e a limpeza e desinfeção adicional do balcão".

Está igualmente assegurada a operacionalidade de 1.116 caixas multibanco (ATM), realçou o Novo Banco.

"Também para garantir a segurança de clientes e colaboradores, o Novo Banco mantém o acesso condicionado a quatro pessoas em simultâneo ao balcão sob a coordenação do gerente do balcão", lê-se em comunicado.

No documento, o banco apontou para o pacote de produtos e serviços ajustados a um "momento dominado pela covid-19" e destinado a reduzir os riscos inerentes ao contágio.

"Desde o dia 13 de março, um conjunto de transações essenciais aos clientes através dos canais digitais ficaram, temporariamente, isentas de comissões: desde as transferências interbancárias, pagamentos de serviços, 'cash-advance' e transferências MBWay, até às isenções da 1.ª anuidade nos novos cartões de débito e pré-pago ou substituições", sublinhou.

Para satisfazer o previsível aumento de recurso aos meios digitais, o Novo Banco "já está a reforçar o suporte tecnológico às transações através de meios eletrónicos de pagamento".

A entidade destacou que "estas medidas terão efeito temporário e visam reduzir drasticamente os pontos de toque e a troca de dinheiro pouco aconselhada neste período", e que este pacote de serviços é apenas destinado aos atuais clientes da instituição financeira.

O Novo Banco reforçou também a capacidade de atendimento no seu serviço de banca telefónica, NBdireto, com o objetivo de apoiar a realização de transações por telefone e sem necessidade de deslocação ao balcão.

"Também neste serviço foram isentadas as comissões até 30 de abril para as seguintes transações: transferências interbancárias, pagamentos de serviços e carregamentos de telemóveis, comissões de 'cash-advance' para a conta DO", revelou.

E, para facilitar a utilização de pagamentos eletrónicos em detrimento da utilização de dinheiro, o Novo Banco lançou as seguintes medidas, válidas até 30 de abril: anuidade gratuita do cartão de débito para novos pedidos e para substituições, anuidade gratuita do cartão pré-pago (NB Pocket) para novos pedidos, e isenção de custos fixos nas transações efetuadas através de TPA, permitindo aos comerciantes aceitar pagamentos de valor reduzido sem custos acrescidos.

"Aos comerciantes e pequenos negócios são aplicadas as vantagens acima mencionada para clientes particulares", assinalou o Novo Banco, avançando ainda com outras medidas para estes clientes.

Entre elas, a aprovação comercial num prazo máximo de 24 horas para os pedidos de crédito na linha de crédito Capitalizar COVID-19, uma linha de crédito com prazo até quatro anos e carência de 12 meses.

Também foi criada uma linha de conta corrente, dedicada a apoiar os comerciantes e pequenos negócios afetados pelo contexto do novo coronavírus, com isenção de comissões nos primeiros seis meses.

E foi igualmente decidida a isenção de custos do serviço de 'homebanking' NBnetwork até 30 de abril, para novos pedidos.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 308 mil pessoas em todo o mundo, das quais mais de 13.400 morreram.

Em Portugal, há 14 mortes e 1.600 infeções confirmadas.

Portugal encontra-se em estado de emergência desde as 00:00 de quinta-feira e até às 23:59 de 02 de abril.

Além disso, o Governo declarou na terça-feira o estado de calamidade pública para o concelho de Ovar.

 

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Fora de Campo

Notícias

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0