Coronavírus: Ovar quer que Governo disponibilize mais testes para deteção da doença

Concelho encontra-se em estado de calamidade pública e sob quarentena geográfica

• Foto: Reuters

O presidente da Câmara de Ovas apelou esta segunda-feira ao Ministério da Saúde para que viabilize a realização no concelho, que se encontra em estado de calamidade pública e sob quarentena geográfica, de mais testes diários para diagnóstico da covid-19.

Na habitual mensagem em vídeo à população, Salvador Malheiro afirma que "os testes têm sido a grande estratégia dos últimos dias" no território sob cerca sanitária, mas reclama ainda mais capacidade de deteção da doença.

"Hoje fizemos mais 80 testes, temos já concluídos 145 e, desta forma, temos conseguido eliminar a lista de espera de todos os utentes. Amanhã [terça-feira] temos no mínimo mais 80 testes para fazer e apelo ao Ministério da Saúde que nos ajude a tentar aumentar diariamente esta capacidade", diz o presidente do município do distrito de Aveiro.

Segundo os últimos dados da autarquia, são hoje 83 os casos confirmados da covid-19 no concelho, com cerca de 55.400 habitantes distribuídos por 147 quilómetros quadrados de território contíguo aos municípios de Espinho, Santa Maria da Feira, Oliveira de Azeméis, Murtosa e ainda Estarreja.

Em Ovar, começou também a ser reorganizado o Hospital Francisco Zagalo, para se garantir uma ala própria para internamento de doentes com covid-19 que requeiram cuidados intermédios, exigindo, por isso, supervisão hospitalar, mas sem necessidade de cuidados intensivos.

Além disso, entrou igualmente em funcionamento no Centro de Saúde de Ovar uma consulta específica para diagnóstico da covid-19 e, na Pousada da Juventude, um serviço de internamento para infetados com o novo coronavírus que, embora não obrigando a internamento hospitalar, carecem em casa de condições para o devido isolamento profilático.

Salvador Malheiro expressou ainda "um enorme agradecimento a todos os [profissionais de saúde] voluntários que responderam ao apelo" da câmara com vista a acionar esse "hospital de campanha na Pousada da Juventude", que o diretor do Hospital de Ovar disse esta manhã estar sujeito à sua supervisão, em parceria com as autoridades regional e nacional de saúde.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 345 mil pessoas em todo o mundo, das quais mais de 15.100 morreram.

O continente europeu é atualmente aquele com o maior número de casos, sendo Itália o país com maior número de vítimas mortais em todo o mundo. Regista 6.077 mortos em 63.927 diagnósticos positivos e, desses infetados, 7.024 já foram dados como curados pelas autoridades.

Em Portugal, a Direção-Geral da Saúde indicou hoje que o surto de Covid-19 já provocou 23 mortes e 2.060 infetados. Nesse universo de doentes, 201 estão internados, 47 dos quais em cuidados intensivos.

Dada a evolução da pandemia, na terça-feira o Governo declarou o estado de calamidade pública no concelho de Ovar e, desde as 00:00 de quinta, todo o país se encontra em estado de emergência, o que vigorará até às 23:59 do dia 02 de abril.

 


 

 

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Fora de Campo

Notícias

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.