Coronavírus: Segunda vaga no Reino Unido pode provocar cerca de 120 mil mortes

Relatório do Serviço Nacional de Saúde britânico divulgado pela Bloomberg

Uma potencial segunda vaga de propagação de coronavírus no Reino Unido no inverno pode originar cerca de 120 mil mortes entre setembro e junho do próximo ano na região, de acordo com um estudo do Serviço Nacional de Saúde britânico divulgado pela Bloomberg. 

Segundo o relatório, esta segunda vaga de infeções seria mais difícil de conter do que a primeira, uma vez que os hospitais britânicos vão ter lotação esgotada, devido aos pacientes que podem vir a sofrer de uma gripe sazonal normal. 

O Reino Unido está atualmente a sofrer uma das piores vagas de contágio de coronavírus na Europa, depois de o primeiro ministro Boris Johnson ter sido um dos infetados.

Por esta altura, o país tenta abrir mão de muitas restrições sociais enquanto tenta retomar a atividade económica de forma gradual, o que tem levado a um aumento dos contágios. 

Historicamente, os hospitais no Reino Unido enfrentam uma forte carga de pacientes no inverno, devido a outras doenças respiratórias, ou outro tipo de doença, que tendem a piorar nesta altura, de acordo com o estudo, onde se lê que é também mais provável que a propagação da covid-19 acelere com baixas temperaturas.

Por isso, as vacinas contra a gripe também serão importantes para prevenir hospitais de ficarem sobrecarregados. A gripe sazonal é regularmente responsável em parte por crises do inverno no Serviço Nacional de Saúde britânico.
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Fora de Campo

Notícias