Coronavírus: três mortos e 646 novos nas últimas 24 horas em Portugal. É um de recorde infeções desde abril

Desde 20 de abril que número não era tão expressivo

O número de vítimas mortais em Portugal devido ao novo coronavírus aumentou para 1.849, mais três óbitos face a ontem, quando estavam contabilizados 1.846, anunciou a Direção Geral de Saúde (DGS) esta quarta-feira, 9 de setembro. Os casos ativos subiram pelo 26.º dia e encontram-se ao nível mais elevado desde 23 de maio, superando os 16 mil infetados.

O número de infetados (casos confirmados) aumentou para 61.541, o que representa 646 novos casos em 24 horas, a maior subida desde 20 de abril. Ontem tinham sido reportados 388 novos casos, para um total acumulado de 60.895 desde o início da pandemia.

A média diária dos últimos sete dias em termos de novos casos é de 415,4 uma subida face aos 378,9 da véspera e o valor mais elevado desde 27 de abril. Nos últimos 14 dias Portugal acumulou 51,16 novos casos por 100 mil habitantes. Este indicador, muito utilizado internacionalmente para medir a propagação do vírus, agravou-se pelo 17.º dia.

Norte com maior número de casos desde 24 de abril

Na região de Lisboa e Vale do Tejo (LVT) registaram-se 290 novos casos, o valor mais alto desde 10 de julho (225 ontem), o que representa 45% do total de novos casos no país. Já no Norte o número de novos casos ascendeu a 276, máximo desde 24 de abril (119 na véspera). 

Tendo em conta o número de infetados e de vítimas mortais, a taxa de letalidade baixou para 3,00%, o que corresponde ao valor mais baixo desde 11 de abril e compara com o pico de 4,37% registado no início de junho.

No que diz respeito aos doentes recuperados, existem agora 43.284 casos, mais 138 do que o reportado ontem (43.146).  

O número de casos ativos aumentou pelo 26.º dia, para 16.408, uma subida de 505, o que representa 26,66% do total de casos confirmados e é o número mais alto desde 23 de maio. O aumento nos casos ativos é o maior desde 25 de abril.

Doentes graves em máximos desde 24 de julho

Os dados da Direção-Geral de Saúde (DGS) indicam que dos mais de 61 mil casos confirmados, 391 estão internados em hospitais, menos 3 do que na véspera (394).

No que diz respeito aos doentes internados nas Unidades de Cuidados Intensivos (UCI), registam-se 52 pacientes, mais dois do que na véspera, e máximo desde 24 de julho.

Por Negócios
1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Fora de Campo

Notícias

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.