Crédito para a casa volta a aumentar e supera 800 milhões

Depois de terem registado três meses consecutivos de quedas, as novas operações de crédito à habitação voltaram a aumentar em novembro

Pelo segundo mês consecutivo, as novas operações de crédito à habitação voltaram a aumentar em novembro. Os bancos emprestaram 822 milhões de euros para a compra de casa, o quarto montante mensal mais elevado do ano, revelam os dados do Banco de Portugal. No acumulado dos primeiros onze meses do ano, as novas operações atingiram os 8.932 milhões de euros, o que supera os 8.259 milhões de euros concedidos em todo o ano de 2017.

Julho, agosto e setembro trouxeram quedas mensais nas novas operações de crédito à habitação. Um período que coincidiu com a entrada em vigor das recomendações do Banco de Portugal para as novas operações de crédito à habitação e ao consumo. O supervisor recomenda às instituições financeiras que apliquem limites, nomeadamente no prazo dos financiamentos e na taxa de esforço das famílias.

Em outubro, o crédito voltou a aumentar e em novembro a tendência foi a mesma. Foram emprestados 822 milhões de euros, um dos montantes mais elevados do ano, sendo que em junho e julho chegou a superar os 900 milhões de euros mensais.

Nos primeiros dez meses do ano, o montante concedido ascendeu a 8.932 milhões de euros, mais 20,1% do que em igual período do ano passado. Aliás, em apenas onze meses, já foi superado todo o dinheiro emprestado em 2017: 8.259 milhões de euros. Trata-se do montante mais elevado desde o período homólogo de 2010.

Quanto ao crédito ao consumo, registou-se uma ligeira quebra face ao mês anterior. Foram concedidos 382 milhões de euros, o que ficou aquém dos 397 milhões de euros emprestados um mês antes. Em onze meses, foram emprestados 4.264 milhões de euros, mais 11,5% do que no período homólogo.

Relativamente ao crédito para outros fins, em novembro, foram emprestados 148 milhões de euros, menos do que os 154 milhões de euros do mês de outubro. No acumulado do ano, foram concedidos 1.642 milhões de euros.O crédito às empresas continua a crescer. Em novembro, foram emprestados 2.579 milhões de euros, mais 1,4% do que no mês anterior. Para as pequenas e médias empresas (PME), foram concedidos 1.485 milhões de euros, enquanto para as grandes empresas foram emprestados 1.094 milhões de euros.

Em onze meses, as novas operações de crédito às empresas atingiram os 27.908 milhões de euros, o montante mais elevado desde o mesmo período de 2015.


Autor: Negócios

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Fora de Campo

Notícias

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.