Descida dos preços dos restaurantes e hotéis pressiona inflação

Descida em outubro para o nível mais baixo desde abril

Os restaurantes e hotéis baixaram os preços em Outubro, depois de terminada a época de Verão, o que pressionou em baixa a inflação em Portugal no mês passado.

Segundo o Instituto Nacional de Estatística, o índice de preços no consumidor aumentou 1% em Outubro. Em Setembro a inflação tinha atingido 1,4% e o valor do mês passado é o mais baixo desde Abril, quando se situou em 0,4%.

A inflação subjacente, que exclui produtos alimentares não transformados e energéticos, desceu para 0,4% em Outubro, o que traduz uma queda de 5 décimas face a Setembro.

Para explicar a descida da inflação, o INE destaca o comportamento da classe dos restaurantes e hotéis, que passou de uma taxa de variação homóloga de 3,3% em Setembro para uma descida de 0,6% em Outubro.

É habitual a queda de preços nos hotéis e restaurantes neste mês de Outubro, que é o primeiro depois de findo o verão. Contudo, os dados do INE mostram que este ano a descida de preços foi mais acentuada do que a verificada no ano passado, sinal que o crescimento do turismo está a ser menos intenso do que em 2017.

O instituto de estatística assinala contudo que "em 2018, a variação homóloga dos preços da classe dos restaurantes e hotéis tem evidenciado alguma irregularidade em consequência do comportamento do grupo dos serviços de alojamento".

Apesar desta descida em Outubro, o INE realça que "as variações homólogas deste índice foram muito elevadas em Maio, Junho, Julho e Setembro", sendo que a variação média de Janeiro a Outubro de 2018 do índice do grupo dos Serviços de alojamento manteve-se elevada. Sobe 7,4% este ano, ainda assim inferior à variação média anual observada em 2017, que se situou em 11,8%.

Embora com menor intensidade, a descida de 0,5% nos preços da classe de lazer, recreação e cultura (igualmente ligada ao turismo) também contribuiu para a descida da taxa de inflação em Outubro.

No que diz respeito ao indicador mensal da inflação (Outubro contra Setembro), a variação também foi negativa (-0,1%), sendo que a classe que mais pressionou também foi a dos restaurantes e hotéis, onde os preços desceram 2,6% no espaço de um mês, quando em Setembro tinham aumentado 2,5%.

Autor: Negócios

 

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Fora de Campo

Notícias