DGS admite alargar recomendação de uso de máscaras

Utilização generalizada continua, para já, fora de questão

Um grupo de especialistas da Direção Geral de Saúde (DGS) está a ponderar alargar a recomendação do uso de máscaras a mais grupos para combater a propagação do novo coronavírus, mas assegura que "de modo nenhum" será aceite o uso generalizado.

Segundo escreve o Diário de Notícias na sua edição desta quarta-feira, 1 de abril, o grupo que integra o Programa Nacional de Prevenção e Controlo de Infeções e Resistência Antimicrobianas está a rever a orientação sobre o uso de máscaras lançada no início do mês: até aqui, a DGS defendia que o uso deste material devia cingir-se a profissionais de saúde, pessoas infetadas com covid-19 e imunodeprimidos e a quem tivesse de circular em unidades de saúde por alguma razão.

Agora, e perante alguns casos de sucesso na Europa (Áustria e República Checa, descreve o DN), o grupo está a ponderar alargar a recomendação do uso a mais segmentos da população e de atividades profissionais que devem usar máscara para se protegerem.

No entanto, a mesma fonte garantiu ao DN que, mesmo que avance o alargamento a outros grupos da comunidade, "de modo nenhum será aceite o uso generalizado de máscara. Não faz sentido, pelo menos por agora".

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Fora de Campo

Notícias

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.