Dinamarca abre fronteiras à Europa exceto a Portugal e à Suécia

Visitantes terão de reservar pelo menos seis noites de alojamento

A Dinamarca vai reabrir as fronteiras aos países da União Europeia, menos no caso de Portugal e da Suécia. A seleção foi feita tendo em conta o número de infetados.

A partir de 27 de junho os cidadãos da maioria dos países europeus vão poder voltar a entrar na Dinamarca, mas os portugueses e suecos terão de esperar uma vez que ainda possuem mais de 20 pessoas infetadas por cada milhão de habitantes, avança a Reuters.

O caso do Reino Unido e da Noruega, que não pertencem à UE mas fazem parte do espaço Schengen, são avaliados individualmente. O país já tinha anteriormente aberto fronteiras à Alemanha e à Islândia.

Outra das condições impostas pelo Governo para a receção de visitantes é que estes reservem pelo menos seis noites de alojamento.

Este anúncio é feito um dia depois de a Suécia ter decretado que os respetivos cidadãos já não são desaconselhados a viajar para uma lista de dez países, na qual Portugal está incluído.

Contudo, a Áustria também deixou Portugal de fora quando decidiu abrir as fronteiras à entrada de estrangeiros, apesar de o ter feito para um total de 31 países. A medida abrange todos os parceiros da União Europeia (UE) e da Associação Europeia de Comércio Livre (EFTA), exceto a Suécia, o Reino Unido, Portugal e Espanha. 

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Fora de Campo

Notícias

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0