Eleições europeias: PS fica com 9 eurodeputados e CDU com 2

Secretaria-Geral do Ministério da Administração Interna emitiu nota

Sandra Pereira - CDU
Sandra Pereira - CDU

A Secretaria-Geral do Ministério da Administração Interna emitiu uma nota onde dá conta que o último mandato em dúvida foi atribuído à CDU, que assim elege dois eurodeputados, ficando o PS com nove.

"Com os resultados de inscritos e votantes já disponíveis (177.356 inscritos e 1.447 votantes) dos consulados que têm suspenso o apuramento por estarem a aguardar, para apuramento, os votos de mesas com menos de 100 eleitores, é possível concluir pela certeza da distribuição dos mandatos a atribuir na plataforma às candidaturas: PS-Partido Socialista: 9 (nove) mandatos; PPD/PSD - Partido Social Democrata 6 (seis) mandatos; B.E. - Bloco de Esquerda 2 (dois) mandatos; PCP-PEV - CDU Coligação Democrática Unitária 2 (dois) mandatos CDS/PP - CDS-Partido Popular 1 (um) mandato; PAN-PESSOAS-ANIMAIS-NATUREZA 1 (um) mandato", refere a nota.

Fonte do Ministério da Administração Interna disse esta manhã à Lusa que o apuramento dos resultados das eleições europeias de domingo estava demorado devido ao atraso na comunicação dos consulados, no estrangeiro.

PS elege nove eurodeputados

O PS ganhou as eleições com 33,38% dos votos e por isso elegeu o maior número de eurodeputados. Os socialistas vão ter nove representantes no Parlamento Europeu, mais um do que atualmente. Isabel Maria Estradas Carvalhais fica assim de fora.

 

Já o PSD obteve o pior resultado de sempre em eleições europeias (21,94% dos votos), mas mantém o mesmo número de eurodeputados (seis) eleitos em 2014.

 

O Bloco de Esquerda assume-se como a terceira força política (9,82%), elegendo dois deputados, o que permite ao partido de Catarina Martins duplicar a presença em Estrasburgo.

 

A CDU foi um dos derrotados da noite (6,88%), já que apesar de eleger dois deputados, fica com menos um do que em 2014. Sandra Brito Pereira foi a última eurodeputada a ser eleita.

 

O CDS também teve um resultado negativo (6,19%), apesar de manter o número de deputados eleitos (apenas o cabeça de lista Nuno Mello).

 

Já o PAN foi uma das surpresas da noite eleitoral (5,08%), elegendo um eurodeputado (Francisco Guerreiro) pela primeira vez.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Fora de Campo

Notícias

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.