Empresa de telemóveis em Lisboa apanhada a vender álcool gel com lucro de 400%

Fiscalização da ASAE no âmbito do combate ao lucro ilegítimo

ASAE
Álcool gel
ASAE
Álcool gel
ASAE
Álcool gel

A ASAE fiscalizou uma empresa de venda de acessórios e reparações de telemóveis, em Lisboa, a comercializar o produto álcool gel, com margens de lucro que oscilavam entre os 300% e os 400%.

Em comunicado esta quinta-feira divulgado, a Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) refere que a fiscalização se inseriu no âmbito do combate ao lucro ilegítimo em bens essenciais para o combate à propagação da epidemia covid-19.

A ASAE instaurou um inquérito pela eventual prática crime de especulação.

A nota refere também que, desde meados de março, foram fiscalizados 280 operadores económicos, tendo sido instaurados 15 processos crime por obtenção de alegado lucro ilegítimo na venda de bens necessários para a prevenção da pandemia por covid-19, nomeadamente máscaras, luvas, fatos e produtos biocidas designadamente álcool, álcool gel e desinfetantes.

Segundo a ASAE, foram detetadas situações em que a obtenção ilegítima de lucro "chega a ultrapassar, nalguns casos, os 1.000%".

Aguardam conclusão de análise documental cerca de 25 situações.

Através do formulário https://www.asae.gov.pt/denuncias-covid-19-.aspxt, a ASAE já recebeu cerca de 3.820 denúncias.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Fora de Campo

Notícias

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.