Empresário português condenado a 11 anos de cadeia por tentar matar mulher em hotel de Vigo

Decisão do Tribunal de Pontevedra

Eliza Pinto, Carlos Inácio
Português tenta matar a mulher em hotel de Vigo e arrisca pena de prisão de 12 anos
Carlos Inácio
Eliza Pinto, Carlos Inácio
Português tenta matar a mulher em hotel de Vigo e arrisca pena de prisão de 12 anos
Carlos Inácio
Eliza Pinto, Carlos Inácio
Português tenta matar a mulher em hotel de Vigo e arrisca pena de prisão de 12 anos
Carlos Inácio

Carlos Inácio Pinto, o empresário de Vila Nova de Gaia que tentou matar a mulher em Vigo, Espanha, foi condenado a onze anos e quatro meses de cadeia.

A decisão foi esta segunda-feira divulgada pelo Tribunal de Pontevedra, onde o arguido foi julgado. O tribunal condenou ainda o arguido, de 60 anos, a pagar 16 mil euros de indemnização à vítima, Eliza Pinto. Carlos Inácio não pode ainda aproximar-se da vítima durante 18 anos.

O tribunal de Pontevedra deu como provado que Eliza Pinto, de 29 anos, foi atacada com um maço de calceteiro em maio de 2016. As magistradas do Tribunal de Pontevedra acrescentam que a vítima foi atacada de surpresa e que não teve forma de se defender.

Carlos Inácio está preso em Espanha.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Fora de Campo

Notícias

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.