Empresas mantêm intenção de aumentar salários em 2% apesar da pandemia

Estudo realizado pela consultora Willis Towers Watson

Mesmo com a chegada da pandemia e os seus efeitos recessivos, os empregadores portugueses continuam a pretender assegurar aumentos salariais de 2%, em 2020 e em 2021, aos seus trabalhadores, conclui um relatório feito pela consultora Willis Towers Watson a que o Negócios teve acesso.

O estudo explica que apesar de a incerteza causada pela pandemia da covid1-19 ter interrompido "os planos e orçamentos já feitos pelos empregadores para 2020", estas entidades poderão "ficar melhor preparadas para planear 2021 através do uso de dados integrados e recentes que lhes permitem tomar decisões".

Se no início do presente ano "os empregadores portugueses tinham orçamento para aumentos salariais de 2,1%", agora, e mesmo tendo em conta o "impacto económico da pandemia, com empresas a congelar salários, a estimativa mantém-se praticamente inalterada".

Assim, o relatório indica que os empregadores portugueses pretendem garantir aumentos salariais de 2% tanto este ano como no próximo.

No entanto, 35% dos empregadores nacionais inquiridos responderam que em 2020 planeiam "congelar" ou "adiar os aumentos deste ano", e 14% das empresas consultadas admitiram terem já adotado "medidas para reduzir a sua força de trabalho" ou estarem em vias de o fazer. Mas se 20% dos empregadores portugueses planeiam congelar salários em 2020, apenas 8% projetam fazê-lo em 2021.

"A maioria das empresas no mundo está em modo de controlo de custos e a extensão total do impacto económico da pandemia ainda não foi sentida. Algumas empresas já tinham anunciado os aumentos salariais antes da pandemia e outras atrasaram as revisões salariais, pelo que essas situações serão sentidas e talvez ganhem maior relevo no próximo ano", explica Sandra Bento, da Willis Towers Watson.

Por Negócios
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Fora de Campo

Notícias

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0