Endividamento da economia portuguesa baixa para 719 mil milhões  

Descida do endividamento do Estado permitiu compensar o agravamento sentido no sector privado

consumo familias pib economia actividade economica
consumo familias pib economia actividade economica

O endividamento da economia portuguesa (Estado, empresas e famílias), desceu de forma ligeira em setembro, totalizando 719 mil milhões de euros.

Segundo os dados revelados esta quinta-feira pelo Banco de Portugal, trata-se de uma redução de 200 milhões de euros face a Agosto, que se deve à queda de 600 milhões de euros no endividamento público, já que no privado registou-se um agravamento de 400 milhões de euros.

A entidade liderada por Carlos Costa não revela os dados tendo em conta o peso no PIB, que é o indicador mais relevante para medir o endividamento de uma economia.  

Em agosto o endividamento do sector não financeiro tinha aumentado quase 2 mil milhões de euros, mas ainda assim fixou-se abaixo do máximo histórico atingido precisamente em Agosto do ano passado nos 724,6 mil milhões de euros.

O decréscimo do endividamento do sector público (319,1 mil milhões de euros) "traduziu-se, sobretudo, numa diminuição do endividamento face ao sector não residente e às próprias administrações públicas, parcialmente compensada pelo aumento do financiamento concedido pelo sector financeiro", refere o Banco de Portugal.

No sector privado, que acumula um endividamento de 399,9 mil milhões de euros, o Banco de Portugal explica que observou-se um incremento do endividamento externo das empresas em 900 milhões de euros, "parcialmente compensado pela redução do endividamento das empresas e dos particulares face ao sector financeiro em 300 e 100 milhões de euros, respectivamente.

Autor: Negócios

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Fora de Campo

Notícias

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.