Ex-modelo acusa Trump de abuso sexual no US Open: «Enfiou a língua na minha garganta»

Amy Dorris revela pormenores do ataque, ocorrido no camarote VIP do agora presidente dos Estados Unidos

• Foto: Reuters

Uma antiga modelo acusa Donald Trump, atual presidente dos Estados Unidos, de a ter assediado sexualmente durante o US Open, há 23 anos.

Amy Dorris, de 48 anos, conta que os factos ocorreram no camarote VIP que Trump tinha no torneio, em setembro de 1997. Em declarações ao jornal 'The Guardian' recorda que o agora líder dos EUA a agarrou de forma a que ela não conseguiu escapar.

"Ele enfiou a língua na minha garganta e empurrou-a. Agarrou-me com mais força, as mãos dele eram peganhentas e estavam no meu rabo, no meu peito, nas minhas costas, por todo o lado", contou Amy Dorris. "Ele segurava-me e eu não conseguia libertar-me. Não sei o que se pode chamar a isto de uma pessoa enfiar a língua pela garganta de outra abaixo. Mas eu empurrei-a com os dentes. Acho que até o magoei."

Os advogados de Donald Trump negam a ocorrência destes factos, lembrando que se tivessem ocorrido da forma descrita teriam existido numerosas testemunhas no camarote VIP.

Ela explica, porém, que tudo aconteceu quando voltava da casa de banho. Diz que ele a agarrou e que "parecia um polvo".

Amy adianta que mais tarde nesse dia voltou ao camarote e que Trump continuou a persegui-la, mas que não voltou a agarrá-la. 

A ex-modelo revela ainda que foi apresentada a Trump pelo seu namorado da altura, Jason Binn, que o descrevia como o seu melhor amigo. 

Por Record
13
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Fora de Campo

Notícias

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.