Forças portuguesas envolvidas em confrontos na República Centro Africana

Quinze pessoas morreram em ataque a igreja em Bangui, capital do país

Igreja atacada em Bangui
Militares do exército português envolvidos em confrontos em Bangui
Militares portugueses em missão na República Centro-Africana
Igreja atacada em Bangui
Militares do exército português envolvidos em confrontos em Bangui
Militares portugueses em missão na República Centro-Africana
Igreja atacada em Bangui
Militares do exército português envolvidos em confrontos em Bangui
Militares portugueses em missão na República Centro-Africana

A Força de Paraquedistas do Exército português, em missão das Nações Unidas na República Centro Africana, foi esta terça-feira de manhã chamada a responder a uma situação de troca de tiros numa igreja católica a sul do 3º distrito na capital de Bangui. Pelo menos quinze pessoas morreram no ataque levado a cabo por um homem armado ainda não identificado. 

Os militares portugueses dirigiram-se para o local com o objetivo de proteger os civis e recolher informação para esclarecer a situação, esclarece o exército em comunicado, que garante que "todos os militares portugueses se encontram bem" apesar de terem sido recebidos com tiros.

Testemunhas revelaram que a igreja Notre Dame de Fatima foi atacada a tiro e com granadas durante a missa da manhã e as pessoas que estavam a assistir tiveram de ser retiradas através de um buraco na parede feito pelas autoridades.

O padre, Touloumana Baba, está entre as vítimas mortais. 


Autor:  Correio da Manhã

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Fora de Campo

Notícias

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.