FPF pretende dar Natal menos difícil a famílias vítimas dos incêndios

Frisando a vontade de meter "mãos à obra" o mais rápido possível

• Foto: Lusa

A Federação Portuguesa de Futebol expressou o desejo de proporcionar natais menos difíceis às famílias afetadas pelos graves incêndios deste verão, frisando a vontade de meter "mãos à obra" o mais rápido possível.

"Conversámos com os canais e a abertura foi extraordinária. Percebendo a mensagem, as receitas serão no seu todo e reverterão para que a federação meta mãos à obra com empresas do distrito de Leiria e Viseu antes do natal, para que as famílias possam ter natais um pouco menos difíceis", começou por dizer o CEO da FPF, Tiago Craveiro.

Em conferência de imprensa realizada na Cidade do Futebol, em Oeiras, Tiago Craveiro fez-se acompanhar pelos representantes das três estações televisivas, que transmitirão em simultâneo os encontros solidários da seleção das quinas frente à Arábia Saudita e aos Estados Unidos, agendados para os próximos dias 10 e 14.

O CEO da FPF disse ainda que durante as duas partidas, será "lançada uma linha telefónica solidária para que os portugueses possam contribuir", esclarecendo que todos os presentes em ambos os estádios "pagarão bilhete", incluindo os membros da FPF.

De resto, a RTP, através do subdiretor de informação, Hugo Gilberto, a TVI, pelo diretor de antena Bruno Santos, e a SIC representada por Luís Proença, mostraram-se todos unidos em torno da causa.

Os dois jogos realizam-se em dois dos distritos mais afetados pelos graves incêndios deste verão, Viseu e Leiria, e para garantir a transmissão dos encontros o horário das duas partidas foi alterado para as 20H45.

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Fora de Campo

Notícias

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.