Record

Fundadores do Instagram saem da empresa em conflito com Zuckerberg

Kevin Systrom e Mike Krieger, CEO e CTO daquela rede social, batem com a porta

Os fundadores do Instagram deixaram a empresa. Em causa está o aumento das tensões com o CEO Mark Zuckerberg devido ao futuro da aplicação de partilha de fotografias, avançam fontes próximas do processo, citadas pela Bloomberg.

Kevin Systrom e Mike Krieger, CEO e CTO do Instagram, respectivamente, lançaram a aplicação em 2010 e mantiveram-se na empresa depois de esta ter sido comprada pelo Facebook em 2012. Os dois responsáveis haviam conseguido até agora manter a marca e o produto independentes da casa-mãe. Contudo, as mesmas fontes explicam que Zuckerberg tem estado mais envolvido na estratégia da aplicação, uma vez que o crescimento futuro do Facebook está agora mais dependente do Instagram.

"O Kevin e o Mike são líderes extraordinários e o Instagram reflecte o talento dos dois", afirmou Zuckerberg num comunicado. "Aprendi muito a trabalhar com eles ao longo dos últimos seis anos", acrescentou.

Sem a presença dos fundadores, a aplicação de partilha de fotografias deverá ser integrada no Facebook, tornando-se numa unidade da empresa em vez de ser uma aplicação separada, afirmam as fontes.

O New York Times já tinha avançado a saída de Kevin Systrom e Mike Krieger. Os fundadores confirmaram entretanto a sua decisão num "post" de um blogue. Já o Facebook não esclareceu de imediato a tensão entre os responsáveis do Instagram e o CEO do Facebook. 

Em cerca de um ano, o Facebook já perdeu vários responsáveis de relevo. Também Brian Acton e Jan Koum, os fundadores do WhatsApp, anunciaram a sua saída por não conseguirem chegar a um entendimento com Zuckerberg em relação ao modelo de negócio da aplicação da mensagens. 
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Fora de Campo

Notícias
M M