Gasolina ou gasóleo? Eis a questão

Vejamos o que nos diz o teste a este CX-5 2.0, um gasolina que se comporta (quase) como um diesel

Desde há vários anos que a Mazda aposta na continuação e desenvolvimento dos motores de combustão interna de última geração. Primeiro, porque estava algo atrasada na moda súbita, e às vezes cega, dos elétricos; e segundo porque a eletrificação é muito bonita, claro que é, mas o mercado automóvel global ainda não está completamente preparado para ela. Dito isto, o fabricante japonês possuía – possui – uma família de motores de combustão que faz parte de uma estratégia mais alargada de futuro tecnológico: a linha SKYACTIV (tracinho-D ou tracinho-G, consoante... adivinharam). A aposta da Mazda apoia-se em motores de combustão interna com altas taxas de compressão – já lá iremos. Leia aqui o artigo completo.
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Fora de Campo

Notícias