Governo confirma morte de português atingido por terrorista em França

Atacante sequestrou trabalhadores e clientes num supermercado de Trèbes

• Foto: EPA

Um cidadão de nacionalidade portuguesa está entre os mortos no ataque terrorista desta sexta-feira no sul de França, disse à Lusa o secretário de Estado das Comunidades, José Luís Carneiro.

Lamentando o atentado, que provocou quatro mortos, entre os quais o atacante, e 16 feridos - segundo o balanço provisório oficial das autoridades francesas -, José Luís Carneiro referiu que ainda não tem ainda a identificação do cidadão de nacionalidade portuguesa.

"Confirma-se a morte de um português. Foi confirmado pelas autoridades francesas aos nossos serviços consulares", disse à agência Lusa José Luís Carneiro, afirmando que não se dispõe ainda de "dados de identificação" do cidadão português, entre os três mortos, sem contar com o atacante, que o Presidente francês, Emamnuel Macron, confirmou hoje.

José Luís Carneiro afirmou que não se sabe ainda se o português agora confirmado como uma das vítimas do atentado era o motorista ou outro ocupante da viatura que o atacante roubou em Carcassonne.

"Não temos ainda dados da identificação que nos permitam poder ser mais assertivos nomeadamente em relação à informação de outro cidadão que se encontraria hospitalizado. A informação de que dispomos neste momento é a de confirmação de que, entre as vítimas mortais, está uma de nacionalidade portuguesa", afirmou.

O secretário de Estado, que lamentou os "trágicos acontecimentos contra os valores fundamentais da Europa e de Portugal", afirmou que a situação continuará a ser acompanhada.

"Continuaremos a acompanhar a circunstância, mostrando toda a disponibilidade dos nossos serviços consulares em Toulouse, em articulação com a nossa embaixada em Paris, para todo o apoio que venha a ser necessário e para garantir as diligências junto das autoridades francesas, tendo em vista garantir os procedimentos indispensáveis no apoio à família, quer para garantir a sepultura ou eventualmente a transladação", referiu.

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, manifestou solidariedade para com a família do português que morreu no ataque no Sul de França, a propósito do qual enviou uma mensagem ao seu homólogo, Emmanuel Macron.

"Ao tomar conhecimento do facto de um cidadão português ser também vítima mortal no ataque em Trèbes, o Presidente da República deseja manifestar a sua solidariedade e sentidos pêsames aos familiares e amigos neste momento difícil", lê-se numa nota publicada no portal da Presidência da República.

Segundo a mesma nota, Marcelo Rebelo de Sousa enviou uma mensagem ao Presidente da República Francesa transmitindo-lhe "a sua solidariedade, em nome de todos os portugueses, para com o povo francês, especialmente para com as famílias das vítimas de mais este atroz ato terrorista naquele país".

O chefe de Estado "sublinha a sua convicção na importância da Europa se manter unida no combate à violência e ao terrorismo", lê-se no texto.



Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Fora de Campo

Notícias