Governo quer desconto nos passes alargado a todo o país

Ministro do Ambiente admitiu que a proposta de Fernando Medina está a ser estudada

• Foto: Lusa

Fernando Medina, o presidente da Câmara e da Área Metropolitana de Lisboa, anunciou, este sábado, a sua vontade de reduzir os preços dos passes nas áreas metropolitanas de Lisboa (AML) e do Porto (AMP) para valores que não ultrapassem 40 euros. Agora o Ministério do Ambiente vai estudar o financiamento dos sistemas de transporte urbano de passageiros que permita também reduzir substancialmente o preço pago pelos utentes para todo o país, avança o Jornal de Negócios, esta terça-feira.

A vontade anunciada por Medina este sábado no Expresso causou indignação por afirmar que pretendia recorrer a financiamento estatal para esta medida. Mas o ministro do Ambiente, Matos Fernandes, já anunciou que se a medida de reduzir os preços dos passes urbanos existir se vai estender a todo o país e que será suportado também por cada município, que será responsável por cobrir a perda de receita relativa às deslocações dentro do respectivo território, avança o jornal Público.

Segundo o ministro do Ambiente em declarações ao Negócios, esta medida custaria ao Estado central um montante máximo de 95 milhões de euros. 60 milhões irão para a Área Metropolitana de Lisboa (AML), a Área Metropolitana do Porto receberá cerca de 15 a 20 milhões e o resto do país entre 5 e 10 milhões.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Fora de Campo

Notícias

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.