Governo quer salário mínimo de 705 euros em 2022

Ministério das Finanças adiantou ao Diário de Notícias que deverá subir cerca de 6% no próximo ano, o que equivale a um acréscimo de 40 euros

João Leão
João Leão

O Governo admite um aumento de cerca de 6% no salário mínimo nacional em 2022, o equivalente a cerca de 40 euros, passando o valor dos atuais 665 euros para 705 euros. A informação foi adiantada ao Dinheiro Vivo por fonte do Ministério das Finanças. 

O acréscimo será igual tanto para o privado como para a função pública. O objetivo é chegar aos 750 euros mensais em 2023, como consta do Programa do Governo.

Este ano o salário mínimo passou para os 665 euros, um aumento de 30 euros que foi acompanhado da promessa de uma compensação às empresas, mas tal mecanismo não é ainda conhecido.

A estimativa é que um universo de mais de 800 mil pessoas, cerca de um quinto dos trabalhadores por conta de outrem, receba o salário mínimo.

Num comunicado conjunto emitido pelas Finanças; Trabalho, Solidariedade e Segurança Social e Modernização do Estado e Administração Pública; o governo ressalva que "não define o valor do aumento do Salário Mínimo Nacional em qualquer dos anos abrangidos pelo cenário subjacente".

"A definição anual da atualização do SMN segue os procedimentos habituais, sendo objeto de discussão em sede de Concertação Social e com as estruturas sindicais representativas dos trabalhadores da Administração Pública, pelo que é prematuro assumir qualquer valor como definitivo", acrescenta.

Por Negócios
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

Ultimas de Fora de Campo

Notícias