Greve de trabalhadores da Groundforce já cancelou 93 voos de e para Lisboa

Nos aeroportos do Porto, Faro, Funchal e Porto Santo não se registam impactos significativos

• Foto: Miguel Baltazar / Jornal de Negócios

A greve dos trabalhadores da Groundforce levou este sábado ao cancelamento, até ao momento, de 93 voos, entre 40 partidas e 53 chegadas no aeroporto de Lisboa, disse à Lusa fonte oficial da ANA -- Aeroportos de Portugal.

"Devido à greve nos serviços de 'handling' da Groundforce, foram cancelados até ao momento, no aeroporto de Lisboa, 40 partidas e 53 chegadas", precisou fonte oficial da gestora das infraestruturas, adiantando que as companhias que operam com outras empresas de assistência que não a Groundforce, assim como as que operam no Terminal 2 do aeroporto de Lisboa "mantêm a sua operação".

Nos aeroportos do Porto, Faro, Funchal e Porto Santo a greve não regista, pelo menos até ao momento, impacto significativo, acrescentou.

A ANA solicita aos passageiros com voo marcado, para hoje e domingo, que se informem sobre o estado do mesmo, antes de se deslocarem para o aeroporto.

Hoje é o primeiro dia da greve convocada pelo Sindicato dos Técnicos de Handling de Aeroportos (STHA), como protesto pela "situação de instabilidade insustentável, no que concerne ao pagamento pontual dos salários e outras componentes pecuniárias" que os trabalhadores da Groundforce enfrentam desde fevereiro de 2021.

A paralisação vai prolongar-se pelos dias 18 e 31 de julho, 1 e 2 de agosto, o que levou a ANA a alertar esta sexta-feira para possíveis constrangimentos nos aeroportos nacionais, cancelamentos e atrasos nos voos assistidos pela Groundforce, nos aeroportos de Lisboa, Porto, Faro, Funchal e Porto Santo.

Na mesma nota em que no início do mês dava conta da greve, a estrutura sindical detalhou que a paralisação abrange os trabalhadores da SPdH (Groundforce) de Lisboa, Porto, Faro, Funchal e Porto Santo e que decorrerá das 00:00 do dia 17 às 24:00 do dia 18 de julho de 2021 e das 00:00 do dia 31 de julho às 24:00 do dia 2 de agosto de 2021.

O STHA convocou ainda uma paralisação ao trabalho extraordinário das 00:00 de dia 15 de julho às 24:00 do dia 31 de outubro de 2021.

Por Lusa

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Fora de Campo

Notícias

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.