Homem acusado de matar ator Bruno Candé condenado a 22 anos e nove meses de prisão

MP alertou para a postura do arguido, referindo que, durante o julgamento, demonstrou "indiferença" relativamente ao crime

• Foto: DR

O homem acusado de ter baleado mortalmente o ator Bruno Candé, em julho do ano passado numa rua de Moscavide, em Loures, foi esta segunda-feira condenado a 22 anos e nove meses de prisão.

O homem, de 76 anos, estava acusado do crime de homicídio qualificado de Bruno Candé, ocorrido em 25 de julho de 2020 e agravado por ódio racial.

Nas alegações finais, o Ministério Público (MP) pediu uma pena não inferior a 22 anos de prisão efetiva para o arguido.

O MP alertou para a postura do arguido, referindo que, durante as sessões de julgamento, demonstrou "indiferença" relativamente ao crime.

Em 13 de maio, na primeira audiência do julgamento, o homem confessou o assassínio ao dizer ter disparado seis tiros contra o ator Bruno Candé.

Por Lusa

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Fora de Campo

Notícias

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.