Idosa terá morrido desnutrida após cuidadora se ter apoderado dos bens

Joaquina Amador tinha 94 anos e pesava apenas 31 quilos

Joaquina Amador tinha 94 anos. Morreu segunda-feira com apenas 31 quilos depois de ter sido encontrada desnutrida no dia 16. Familiares e vizinhos desconfiam que a cuidadora maltratou a idosa, cuja cama estava cheia de fezes e urina.

A mulher vivia no centro de Montemor-o-Novo e passava os dias num lar. À tarde, voltava a casa onde a sua cuidadora era responsável por lhe dar o jantar e assisti-la com a higiene.

Depois de os vizinhos sentirem um cheiro a urina, e de a idosa ter deixado de aparecer à janela, decidiram entrar na casa. A cunhada da idosa estava presente mas a sua chave não funcionava porque a fechadura fora mudada.  

"Ela [Joaquina] conseguiu levantar-se a muito custo e abrir-nos a porta. Foi quando vimos como estava a cama onde ela dormia, toda molhada e cheia de dejetos", lamenta uma vizinha ao JN. O frigorífico estava vazio.

A cuidadora é acusada pelas vizinhas, por uma sobrinha e por uma cunhada de não ter alimentado e cuidado da idosa, e tendo até conseguido a transmissão da posse de todos os bens dela, mesmo a casa. Joaquina tinha herdado uma fortuna dos padrinhos. Foi apresentada queixa na GNR.

Depois de Joaquina ter sido encontrada, foi levada para o hospital. Lá, disseram que a senhora tinha fome.

Em janeiro, o irmão de Joaquina morreu e a situação piorou porque ela perdeu esse apoio.

Questionada, a advogada da cuidadora não se pronunciou sobre o caso.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Fora de Campo

Notícias

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.